M. Daedalus - POESIA / POETRY
www.mDaedalus.com
a passageira

Vivendo dividida e fragmentada,
Evadiste-te de ti mesmo,
Construindo aridez no teu trilho.
Cada passo conduzido por medo interior,
Silenciosamente alimentando a covarde em ti,
A dor que infliges é a sua ração.

“Hipnotizada”, a tua mãe diz,
“Perdida em emoções”, amigos murmuram,
Temendo beijar os lábios da realidade,
Conscientemente condescendendo com biltres,

Governando o reino da ambiguidade,
Em ti nenhuma vontade e nenhuma direcção.
Uma desorientada passageira da vida.
Não olhes para trás, desfruta da excursão…

M.Daedalus

see also:
  • 2000 milhas
  • Lowry
  • luz fraudulenta
  • o teu passaporte Soviético
  • Read this poem in English
    Leia este poema em Inglês
    poema anterior
    poema seguinte
    main
    poems in English
    poems in Portuguese
    principal
    poemas em inglês
    poemas em português
    M. Daedalus - POESIA / POETRY
    www.mDaedalus.com